Nome: Jordana Sampaio
Idade: 19
Orkut: jordanadosanjos@hotmail.com
Quem sou: “Muito prazer, eu sou você amanhã. Só não me apresentei antes por medo de te desmotivar...” “Eu sei que nada tenho a dizer, mas acabei dizendo sem querer. Palavra bandida! Sempre arruma um jeito de escapar...”
O que não suporto: Mentira, arrogância e falta de humildade! "Odeio quem me rouba a solidão sem em troca me oferecer verdadeiramente companhia.”
   

    Equipamento roubado
  Túnel de idéias


 

 
 

   

   


 
 
Veja bem meu bem...




    Ela abriu a janela como fazia todos os dias logo que acordava. Sentiu o vento que acariciava seus cabelos. Sentiu o cheiro de novo dia invadir seu corpo. O Sol, aquele mesmo Sol dos outros dias, lançava seus raios e eles a iluminavam com a ardente sutileza de uma manhã de primavera. Toda vez que abria aquela janela parecia que ela se deparava com um novo mundo e talvez fosse aquilo mesmo. Voltou-se para o quarto procurando vestígios da noite anterior. “Ainda bem que o Sol sempre nasce” – pensou. Se o telefone tocasse, a secretária eletrônica atenderia. Se a campainha chamasse, ninguém responderia. Mas se algo dentro dela gritasse? Como calar algo assim, que vem de dentro para fora? Até parecia que morava outra pessoa dentro do peito dela. E esse inquilino de alma teimava em gritar a plenos pulmões tudo aquilo que ela não gostava de ouvir.

    Sem muita certeza do que viria depois foi para o banheiro, cantarolando a primeira coisa que lhe veio na mente, talvez se ela escutasse algo dentro de si a melodia abafaria. Mas porquê tanto medo de sofrer? Aquilo não foi escolha sua? Não foi ela própria que decidiu colocar um ponto final em algo que só lhe trazia sofrimento?Algo que fazia seu mundo tão cheio de vida perder as cores. Pois bem. Não valia a pena continuar o sofrimento de outra forma. Se lhe fazia mal, iria acabar no momento em que ele bateu a porta do apartamento levando consigo o seu “adeus”.

    De mãos dadas com tudo aquilo que lhe fazia bem, saiu do banheiro e decidiu seguir. Seguir por esse caminho de incertezas que é a vida. Mas quem disse que ter certeza de tudo é algo bom? Talvez seja prático. Talvez seja menos dolorido. Mas não é bom. Quando optava pelo caminho mais fácil sempre quebrava a cara. No começo era o que sempre sonhou e já no meio transformava-se no que sempre detestou. E voltando a janela sentiu novamente o calor aquecer seu corpo e sua alma e dessa vez não abafou a voz que gritava dentro dela, pois dessa vez a voz era serena, era confortante e dizia: segue, segue sempre em frente!

 

 

 

 

 



Escrito por Jordana Sampaio às 19h00
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]





[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]